“O futsal é jogado em quadras com uma formação de 5×5 com uma bola mais pesada e é uma maneira brilhante de os jovens jogadores melhorarem tecnicamente, pois conseguem dar mais toques na bola em áreas apertadas.”

Em um estudo estatístico da UEFA, comparando o futsal com o society, os jogadores tocam a bola com 210% mais frequência. Então certamente isso é algo em que devemos incentivar as crianças a se envolverem, certo?

Desde que sou treinador, toda temporada há muitos jogos e, principalmente, treinos cancelados no futebol infantil. Depois de alguns anos, começo a refletir depois de todos os jogos de futebol que perdemos e me perguntar se poderíamos ter feito algo para que as crianças jogassem mais? Quero usar este blog para dar uma mostrar um pouco da minha jornada no futsal e como sinto que ele pode ser usado como uma ferramenta para treinadores de clubes do futebol de todo o mundo.

Em maio de 2015, me encontrei com Jose Lima e Ruggero Ferretti, que dirigiam o Cambridge Futsal Club, e ficou claro como esses dois eram apaixonados pelo futsal e pelo crescimento da modalidade em Cambridgeshire. Na época, embora eu tivesse ouvido falar do Futsal, eu tinha muito pouco conhecimento sobre a modalidade, regras e seus benefícios. Antes do primeiro encontro, eu estava cético, não via como o futsal necessitava de várias habilidades transferíveis para o campo. No entanto, depois de ouvir a dupla, sua jornada e saber como o futsal é jogado na Itália, em Portugal e em outros países, foi difícil encontrar um argumento para não praticarmos o esporte. Como parte de minha função no Cambridge United, se juntamos ao clube e formamos a equipe masculina de futsal do Cambridge United Football. Entrar na Liga Nacional da FA foi um grande sucesso, fornecendo uma plataforma para nossos jogadores jogarem no mais alto nível, mas fiquei me perguntando como podemos criar um caminho para os jovens jogadores progredirem para o time principal?

Foi aqui que decidimos construir uma Pirâmide de Jogadores que seria usada para dar apoio as crianças que jogam futebol de base para, eventualmente, progredir para a nossa equipe principal. Aqui está uma visão geral de como isso parecia:

– Seleção Inglesa

– Time Principal

– Equipe Universitária (Sub-23)

– Menores de 18 anos (em parceria com Cambridge Regional College)

– Centro de Desenvolvimento do Futsal (9 – 16 anos)

A partir deste modelo, procurámos envolver treinadores, escolas e pais na vivência do futsal e nas suas vantagens. À medida que progredimos, ganhamos mais de 400 participantes semanais em nossa pirâmide participando do futsal a cada semana, com nosso jogador de maior destaque sendo Luke Chadwick, ex-jogador do Manchester United que ingressou para jogar em nosso time principal de futsal e como treinador em nosso programa. Luke e eu trabalhamos vendo de perto a nossa colaboração com escolas e clubes, oferecendo sessões experimentais para as crianças e dando uma experiência de futsal.

Então, o que encontramos? Bem, na maioria dos clubes e escolas, encontramos várias crianças que perderam o amor pelo futebol, principalmente por volta dos 12-14 anos. A maioria dessas crianças achou difícil a transição do futebol em campo reduzido jogado nas escolas para o 11×11 e não conseguiu fazer no campo maior o que costumava fazer. Os resultados se tornavam mais importantes e, de repente, eles não praticavam o esporte que antes gostavam. Esta foi a nossa oportunidade, para mudar a vida destes jovens e dar-lhes outra chance para desfrutar do esporte. O futsal deu a eles uma forma de se expressar, dar mais toque na bola e jogar sem medo. Como treinadores, pudemos ver que o futsal pode mesmo tornar-se mais um caminho para as crianças que querem jogar futebol ao mais alto nível.

Um grande exemplo disso é Monty Bouttell, que atualmente joga pela Seleção Inglesa Sub-23 e pela equipe principal de futsal, que havia deixado a academia do Cambridge United Football Club por aquele mesmo motivo, ele encontrou no futsal uma forma de dar continuação ao seu amor pelo jogo. Então, quantos outros jogadores se beneficiariam com esse caminho? Muito, tenho certeza disso.

Além de ser uma alternativa para treinos e jogos devido ao tempo chuvoso, esse esporte também oferece às crianças um outro caminho ou outra opção à medida que envelhecem. Também são inúmeros os benefícios para os jovens jogadores para ajudar aprimorar suas habilidades com a bola em um curto espaço. Se no futsal as crianças conseguem dar mais toques de bola do que no campo, com certeza esta é uma grande oportunidade para os nossos jovens jogadores desenvolverem as habilidades de controle bola.

Aqui estão os principais benefícios, da minha experiência, para jovens jogadores:

– Mais oportunidades de receber a bola sob pressão;

– Aumento do número de duelos 1×1 com e sem a posse de bola;

– Mais importância em ficar com a bola e encontrar maneiras de criar espaço para você ou um companheiro de equipe;

– Incentiva a variedade de técnicas de finalização;

– Ajuda os jogadores a mover seus corpos de diferentes maneiras para apoiar seu condicionamento físico e coordenação motora.

Para concluir, como já falei anteriormente, criar experiências e dar variedade no seu programa é essencial para os jovens jogadores. O Futsal não só lhe proporcionará um novo ambiente para apoiar o desenvolvimento de seus jogadores, mas também ajudará a mantê-los engajados no futebol, bem como a jogar durante toda a temporada. Para qualquer treinador que seja cético como eu já fui, experimente e pode ser a melhor coisa que você já experimentou como treinador.

https://www.uefa.com/MultimediaFiles/Download/competitions/General/02/16/14/04/2161404_DOWNLOAD.pdf